Novidades

As regras dos Correios mudaram: o que fazer, lojista online?

Uma das mais importantes foi a extinção, dentre os contratos de coleta e entrega, do plano sem cota mínima de quantidade de envio

Se você está lendo esse artigo, muito provavelmente é um comerciante online ou trabalha em algum e-commerce. Certo? Se sim, com certeza se lembra das várias alterações realizadas pelos Correios em seus serviços de envio, ocorridas ao longo de todo o ano passado, principalmente pelo fato de ter sido um, dos inúmeros afetados com as mudanças, além é claro, do próprio cliente.

Diante disso, reuni aqui embaixo não somente tudo que ocorreu, como também indico alternativas para você que ainda se encontra sem saber o que fazer ou acha que não descobriu a melhor saída para a situação. Boa leitura!

 

Cota mínima

Uma das mais importantes foi a extinção, dentre os contratos de coleta e entrega, do plano sem cota mínima de quantidade de envio. Atualmente é necessário um piso de R$2 mil reais por mês em frete, além do despacho de pelo menos 66 encomendas.

Dependendo do porte do e-commerce, este é um montante que nem sempre você chega a gastar, portanto, caso opte pelo plano mínimo oferecido, poderá ficar no prejuízo.

Pense comigo: suponhamos o valor mínimo de R$2.000,00 e ao início das atividades o contratante efetivou R$1.000,00 de postagem dentro de um mês. Automaticamente, os Correios lançará uma complementação financeira de R$1.000,00 para compensação do valor mínimo de R$2.000,00. Nesse caso, você acaba tendo um prejuízo de R$ 1.000,00 e não valerá a pena.

Neste caso, a opção é continuar remetendo as mercadorias da forma tradicional. Ou seja, embalando-as e levando até a agência dos Correios mais próxima. Sim, pode dar um pouco mais de trabalho, mas é mais uma forma de economizar.

 

Cilíndrico? Maior que 70 cm? Adicione R$ 79

Você despacha mercadorias em embalagens cilíndricas? Ou com dimensão acima de 70 cm? Já deve saber que desde setembro elas sofreram um adicional de R$ 79 no envio. Os Correios alegam que invólucros que se movem, como tubos, por exemplo, atrapalham as esteiras que os carregam, pois acabam travando-as e prejudicando o processo.

Digamos que envie, mensalmente, 20 pacotes neste formato - cilíndrico ou acima de 70 cm. No final do mês serão R$ 1.580 e ao final de um ano R$ 18.960 gastos apenas com esta taxa adicional. Com esse montante é possível investir em melhorias no e-commerce e até mesmo aumentar o número de vendas.

Para driblar essa cobrança, uma alternativa a despeito do formato é reembalar o produto, deixando-o retangular. Quando o problema for o tamanho, tente redistribui-lo dentro da caixa para que a dimensão final não ultrapasse os 70 cm.

 

Itens importados

Outra mudança bastante discutida foi a implementação da taxa de R$ 15,00 em mercadorias vindas do exterior, independentemente de serem ou não tributadas. De acordo com os Correios, a demanda para a entrega de encomendas internacionais subiu 40% em 2017, na comparação com 2016, passando de 100 mil objetos para 300 mil processados por dia, impactando diretamente no acúmulo de itens parados em Curitiba.

Levando em consideração que na grande maioria das vezes os produtos adquiridos têm um preço baixo, a taxa pode corresponder ao valor total do objeto ou até mesmo superá-lo, deixando-o mais caro e inviabilizando a compra em sites estrangeiros.

Até mesmo porquê, vamos supor que você compre vários itens acreditando que todos virão em um único pacote e, com isso, pagará os mesmos R$ 15,00, certo? Errado, pois eles chegarão ao Brasil em pacotes separados e devem ser taxados, cada um, sob o valor estipulado. Dependendo do volume de compras, você pode acabar gastando um bom dinheiro só com essa taxa de Despacho Postal.

 

Outra opção?

Com todas essas alterações, uma saída para os vendedores online é verificar junto a sua plataforma de e-commerce se ela possui algum serviço que facilite o envio, como emissão de etiquetas, sincronização das informações do despacho com a plataforma, etc. Dessa forma é possível diminuir os custos operacionais e oferecer um frete mais baixo ao cliente, em comparação ao custo de balcão dos Correios.

Por fim, para quem possui ou deseja montar uma loja virtual, a entrega das mercadorias é algo essencial. Ela deve ser muito bem pensada, pois pode fazer toda a diferença no sucesso ou fracasso das vendas.

 

Fonte: Administradores

Vem Falar com a gente

Localização Av. Líbano, 94, Santa Rosa, Cuiabá- MT. Fones (65) 3359-8044.